Em meio ao avanço das discussões sobre as eleições 2022 e das primeiras movimentações para o próximo pleito, um aplicativo pode ajudar os brasileiros a se aproximarem da política. Relançado neste ano, a ferramenta “Tem meu voto” permite que os usuários acompanhem a votação de projetos de lei, assim como discussões nas esferas municipal, estadual e federal e siga os parlamentares escolhidos. Segundo o idealizador, a proposta é “aproximar a política do cidadão comum”. “Nosso aplicativo tem como objeto, de um lado, de fazer com que a relação do político, que o gabinete se torna mais eficiente, é uma ferramenta que auxilie os política a acompanhem demanda e prestarem  conta à população. Da mesma forma, permite que o eleitor passe a acompanhar o que está sendo feito pelo político eleito”, explica André Szajman, em entrevista ao Jornal da Manhã, da Jovem Pan, nesta quarta-feira, 21. Segundo ele, a ferramenta não busca fiscalizar o trabalho dos parlamentares, apenas “tornar os mandatos mais eficientes”.

O “Tem meu voto” funciona para acompanhamento das câmara municipais, assembleias legislativas a nível estadual e também do Congresso Nacional. “Essas ferramentas estimulam a participação das pessoas. As pessoas estão muito desinteressadas pela política, quando a gente olha as pesquisas, principalmente o público jovem, grande parte está interessada, esses assuntos vão definir o rumo das nossas vidas. Acredito que não é possível sociedade avance sem uma participação efetiva da população”, comenta o idealizador. Além do acompanhamento, o aplicativo também tem como função a notificação de problemas encontrados nos municípios. Ao todo, segundo André Szajman, foram mais de 100 mil alertas indicados pelos mais de 500 mil usuários cadastrados. A nível federal, a principal funcionalidade utilizada é a sugestão de emendas aos parlamentares. Até o momento, o aplicativo, que é gratuito para eleitores e parlamentes, conta com a participação de 500 políticos brasileiros.