Um levantamento divulgado na manhã desta segunda-feira, 15, pelo Instituto Paraná Pesquisas mostrou que, para 50,4% dos brasileiros, Luiz Inácio Lula da Silva não deve se candidatar à Presidência da República em 2022. O ex-presidente voltou a ser elegível após decisão do ministro Edson Fachin que anulou as condenações de Lula no âmbito da Operação Lava Jato. Outros 44,9% votaram favoravelmente à candidatura do petista em 2022,  enquanto 4,7% não souberam/não opinaram sobre o assunto. O apoio à candidatura de Lula diminui conforme a idade dos entrevistados aumenta. Entre 16 e 24 anos, 49,5% afirmam que o ex-presidente deve ser candidato em 2022. Entre 60 anos ou mais, a porcentagem abaixa para 42,1%.

Gráfico do Paraná Pesquisas em relação à candidatura do ex-presidente Lula

A desaprovação de Lula é maior no Sudeste: 56,2% afirmam que o ex-presidente não deve ser candidato na próxima eleição presidencial. A menor taxa é no Nordeste, onde 37,7% são contra a candidatura de Lula à presidência. O Instituto Paraná Pesquisas ouviu 2002 eleitores com 16 anos ou mais. As consultas foram feitas por telefone, entre os dias 8 a 10 de março, em 26 Estados, no Distrito Federal e em 192 municípios brasileiros. O grau de confiança é de 95%, com margem de erro estimada em 2% para os resultados gerais.