A decisão do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), de anular as condenações do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no âmbito da Operação Lava-Jato pode impactar diretamente no cenário da eleição para a presidência da República em 2022. Isso porque a decisão torna Lula elegível pela Lei da Ficha Limpa, uma vez que ele não possui nenhuma condenação. A repercussão da decisão foi vista rapidamente nas redes sociais, com representantes da esquerda e da direita manifestando suas opiniões. Dentre eles, estão alguns possíveis candidatos à Presidência em 2022, como Ciro Gomes, João Doria e até Luciano Huck. Até o momento de publicação desta matéria, Marina Silva, Rodrigo Maia e Sergio Moro não se manifestaram nas redes.

Confira os posicionamentos de cada um: