O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), comentou nesta segunda-feira, 8, a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin, que anulou todas as condenações do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pela Justiça Federal no Paraná relacionadas às investigações da Operação Lava Jato. Em suas redes sociais, Lira afirmou que a decisão de Fachin também beneficia o ex-juiz Sérgio Moro, responsável por julgar o petista. “Minha maior dúvida é se a decisão monocrática foi para absolver Lula ou Moro”, questionou o deputado sobre a decisão.

Em sua decisão, Fachin declarou a perda de objeto de dez habeas corpus impetrados pela defesa de Lula que questionavam a conduta da Justiça, entre elas a suspeição do ex-juiz federal. Sendo assim, o despacho do ministro do STF afeta o julgamento de parcialidade de Moro ao condenar Lula a nove anos e meio de prisão. “Lula pode até merecer. Moro, jamais”, afirmou Arthur Lira sobre a anulação da suspeição do ex-juiz federal pelo STF. O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), ainda não se manifestou sobre a decisão de Fachin.