Após um impasse gerado pelo presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), que anulou o bloco formado por Baleia Rossi (MDB-SP), líderes partidários chegaram um acordo sobre a composição da Mesa Diretora da Casa. A sessão de votação, que estava prevista para às 18h desta terça-feira, 3, foi adiada para às 10h desta quarta-feira, 3.

A primeira vice-presidência ficará com o PL, cujo candidato é o deputado federal Marco Ramos (PL-AM). A segunda presidência será do PSD, que indicou André de Paula (PSD-PE). A primeira mudança ocorreu na 1ª Secretaria. Considerando o bloco de Baleia Rossi (MDB-SP) deferido por Rodrigo Maia (DEM-RJ), o posto seria ocupado pelo PT, dono da maior bancada da Casa. Agora, a vaga ficou com o PSL, segunda maior bancada. Os líderes também chegaram a um consenso quanto ao nome indicado.

Na segunda-feira, havia uma disputa interna entre Luciano Bivar (PE), presidente nacional do partido, e o deputado federal Major Vitor Hugo (GO), integrante da ala bolsonarista. Com o acordo costurado pelos líderes, a 1ª Secretaria ficará com Bivar. O PT, por sua vez, ocupará a 2ª Secretária, com Marília Arraes (PT-PE). Para a 3ª Secretaria, foi indicado o deputado Marcelo Nilo (PSB-BA). A 4ª Secretaria será ocupada pela deputada Rosangela Gomes (Republicanos-RJ). As suplências ficarão com PDT, DEM, PSC e PV. Os partidos têm até às 20h para formalizar as indicações.