Está definido o magistrado que será o responsável pelo primeiro processo contra o ex-presidente Lula no Distrito Federal: trata-se de Ricardo Leite, juiz substituto na 10ª vara federal do DF. Sob sua batuta estará a ação penal referente as doações da Odebrecht ao Instituto Lula. Vale lembrar que o magistrado já absolveu Lula em um dos casos da Operação Lava Jato. Isso ocorreu em 2018, quando o petista foi absolvido de tentar impedir que o ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró firmasse acordo de colaboração com o MPF.

Segundo a denúncia, a construtora transferiu à entidade cerca de R$ 4 milhões entre 2013 e 2014. A investigação diz que os valores seriam propina. O processo que acaba de chegar à justiça do Distrito Federal é o primeiro depois da decisão do ministro Edson Fachin, do STF, que anulou as condenações de Lula. O julgamento está marcado para 14 de abril. O juiz Ricardo Leite é encarregado da Operação Spoofing, que investiga os ataques hackers que vazaram diálogos de membros da Lava Jato.

Sobre esse caso, ontem o ministro do STF Ricardo Lewandowski enviou ao procurador-geral da República, Augusto Aras, e para a corregedora-geral do Ministério Público, Elizeta dos Santos, as mensagens de procuradores apreendidas pela Polícia Federal na Operação Spoofing. Segundo o ministro, a perícia chegou ao fim e agora devem ser tomadas as medidas cabíveis dentro de até 30 dias. Lewandowski também diz que, caso seja encontrado algo, deve ser informado aos defensores do ex-presidente Lula.

*Com informações do repórter Fernando Martins