Ex-aliada do presidente Jair Bolsonaro, a deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) utilizou seu perfil no Twitter para publicar uma série de xingamentos ao chefe do Executivo, a quem chamou de “traidor do país”, “cafetão de deputado vendido” e “tchutchuca do Centrão”. As ofensas foram replicadas em uma publicação na qual Bolsonaro falava sobre a abertura do ano Legislativo, após a eleição do presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), e do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (DEM-MG).

“Não é fácil reconstruir um país destruído ao longo de décadas, ainda mais quando quem deveria ter trabalhado ao nosso lado para levar adiante o projeto escolhido nas urnas em 2018 decidiu, de forma egoísta, sabotar o próprio país e o próprio povo, mesmo em meio a uma pandemia. Hoje, iniciamos um novo capítulo e temos uma nova oportunidade de trabalhar em conjunto pelo Brasil; colocando o país, e não mais interesses pessoais, no coração de cada decisão tomada ; respeitando, acima de tudo, os anseios e as tradições do povo brasileiro”, escreveu Bolsonaro. Em resposta, Joice tuitou, em caixa alta: Vagabundo, mentiroso, traidor do país, cafetão de deputado vendido. Tchutchuca do Centrão. Reconstruir o que??? O que você destruiu? Picareta”.

Eleita em 2018 na esteira do bolsonarismo, Joice Hasselmann chegou a ocupar o cargo de líder do governo Bolsonaro no Congresso. A parlamentar foi destituída do cargo após assinar uma lista de apoio à manutenção do deputado federal Delegado Waldir, então líder do PSL na Câmara, no cargo. Em outubro de 2019, a chama ala bolsonarista da sigla tentou emplacar o nome de Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), desafeto de Joice. A deputada foi substituída pelo senador Eduardo Gomes (MDB-TO), que exerce a função até hoje.