O deputado General Peternelli (PSL) lançou oficialmente a candidatura à presidência da Câmara dos Deputados. Ele foi lançado de forma avulsa, sem o apoio de nenhum partido. Deputado em primeiro mandato, Peternelli vai disputar o pleito pela segunda vez. Na primeira, em 2019, obteve dois votos. Nesta, tem como principal plataforma aprovar a reforma tributária. Ao anunciar a candidatura, General Peternelli destoa do restante da bancada do PSL, que está dividida entre os as candidaturas de Arthur Lira (PP) e Baleia Rossi (MDB).

Eles são considerados os favoritos na disputa. Inicialmente, o PSL tinha apoiado Baleia Rossi. Mas após uma disputa interna com a direção do partido, a ala que é mais próxima do presidente Jair Bolsonaro conseguiu formar uma maioria e enviar à Mesa Diretora da Câmara uma lista confirmando a adesão ao bloco de Arthur Lira. Questionado sobre a possibilidade de arrancar votos dos candidatos mais fortes, General Peternelli desconversou.

“Muitas pessoas me cobraram de qual lista eu assinei. Informo que não assinei nenhuma das listas. E meu objetivo principal não é tirar voto de A, B e C. Meu objetivo principal é debater ideias.” No total, nove deputados já anunciaram que vão disputar a presidência da Câmara. Além de Lira, Baleia e General Peternelli, são candidatos os deputados Fábio Ramalho (MDB), Alexandre Frota (PSDB), Capitão Augusto (PL), André Janones (Avante), Marcel Van Hattem (Novo) e Luiza Erundina (PSOL).

*Com informações do repórter Levy Guimarães