As doses da vacina da Universidade de Oxford em parceria com a AstraZeneca que chegaram ao Brasil por volta das 17h20 serão distribuídas aos estados a partir das 16h deste sábado, 23, apurou a Jovem Pan. A carga foi recebida no aeroporto de Guarulhos pelos ministros da Saúde, Eduardo Pazuello, das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e das Comunicações, Fábio Faria. A previsão é que todos os estados e o Distrito Federal recebam suas doses até o final da noite do domingo, 24. O critério de distribuição vai ser o mesmo do lote da CoronaVac: 2,5% da população de cada Estado.

O envio das 2 milhões de doses, fabricadas pelo Instituto Serum, na Índia, foi autorizado pelo governo indiano nesta quinta-feira, 21, depois de dias de negociações com o governo do presidente Jair Bolsonaro. Na semana passada, um voo da Azul que estava programa para buscar o lote de imunizantes foi cancelado, por falta de acordo com as autoridades indianas. A campanha de vacinação foi iniciada no Brasil no domingo, 17, no estado de São Paulo.

Nas redes sociais, o ministro Fábio Faria registrou o momento da chegadas das doses. “Avião que transportava os dois milhões de doses da vacina de Oxford produzidas no Instituto Serum, na Índia, acaba de chegar a São Paulo”, diz a publicação. Também nesta sexta-feira, o governo de São Paulo anunciou a liberação de 900 mil doses do segundo lote das vacinas do Instituto Butantan ao Ministério da Saúde – mais cedo, a diretoria colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o uso emergencial de mais 4,8 milhões de doses do imunizante. Deste montante, 200 mil doses foram levadas ao Centro de Distribuição e Logística da Secretaria da Saúde de São Paulo e outras 700 mil vão para a central de distribuição do Ministério da Saúde, em Guarulhos, na Região Metropolitana de São Paulo.