A inteligência artificial corresponde a um conjunto de softwares que têm como objetivo fazer com que os computadores realizem funções equiparadas às humanas. Basicamente, o conceito de IA se trata da capacidade que as máquinas possuem de “pensarem” como os seres humanos, tomando decisões, raciocinando e aprendendo. A inteligência artificial é o futuro da humanidade, salienta Rafael Libman, empresário apaixonado por tecnologia.

Teve seu desenvolvimento há décadas e a tecnologia por trás envolve um conjunto de ciências. Desfruta de diversas vantagens às empresas por seus inúmeros benefícios, um deles é a automação. Softwares integrados aos sistemas das empresas oferecem mais rapidez e agilidade nos processos de atendimento, compra e venda, por exemplo. Dessa maneira, oferece ao consumidor uma ótima experiência.

Por possuírem um histórico de diagnósticos, as IA ‘s (sigla para inteligência artificial) contam com um sistema de análise de dados excelente, sendo assim, é possível prever e reduzir danos e perdas no mercado. É uma ótima ferramenta para as empresas, conta Rafael Libman em nossa redação. Dessa forma, fica evidente as inúmeras vantagens obtidas com essa ferramenta.

A inteligência artificial, além de estar em diversos segmentos do mercado, também está presente no dia a dia das pessoas. Atualmente, existem casas inteligentes, que se tratam de moradias com todo seu interior integrado à tecnologia. Para acender, apagar uma luz, abrir a janela, ouvir música, todas essas ações podem ser feitas por um simples toque no celular ou comando de voz. De uma forma bastante integrada, proporciona aos moradores uma nova experiência no que diz respeito à vivência, antes jamais visto, apenas em filmes futuristas.

Além disso, é uma ótima ferramenta no que tange à área de marketing de uma companhia, tendo em vista o mecanismo acerca da análise de comportamento do usuário e/ou consumidor. Dessa forma, as empresas têm acessos aos estilos de seus clientes e possíveis clientes, fazendo com que assim, alavanque ainda mais suas vendas. Mais um exemplo sobre a análise de comportamento são as recomendações de vídeos, filmes, séries e qualquer outro segmento. Essas recomendações, por vezes, são baseadas no histórico de uma pessoa, até pesquisas em sites de busca são enquadradas, comenta Rafael Libman.

Análise de comportamento do consumidor

Na era da transformação digital, as empresas são capazes de coletar e armazenar dados de seus clientes com muito mais facilidade. Nesse contexto, a Inteligência Artificial pode ser aplicada como uma poderosa ferramente de análise de comportamento, facilitando a criação de estratégias de marketing e vendas para uma abordagem personalizada.

Nas redes sociais, por exemplo, é possível encontrar dados sobre comportamento de compra e hobbies dos clientes que curtem a página da empresa. Cruzando esses dados, a IA gera sugestões de produtos para serem direcionados individualmente para cada cliente. Isso poderia ser feito, com muito custo, por um ser humano, entretanto, a amplitude dessa iniciativa jamais seria comparável. Mesmo com muitos dados de um cliente em mãos, a estratégia levaria tempo para ser criada, sem a certeza de sucesso. A Inteligência Artificial, por sua vez, consegue aplicar essa técnica em larga escala, de forma automatizada. O mesmo pode ser feito em lojas físicas e outros canais de contato com o cliente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui