Basta andar nas ruas e observar que é comum encontrar pessoas fazendo algum tipo de leitura. Isso ocorre pois os brasileiros têm passado a ler cada vez mais, a exemplo disso temos Rafael Libman, que frequentemente encara uma nova leitura, tendo isso como diversão e hobby.

Aqui no Brasil, o gosto por livros tem crescido e o tipo de literatura mais popular é a ficção. Ainda sobre o tema divide-se o gênero em segmentos mais específicos, temos o infantojuvenil como um dos mais consumidos, atingindo cerca de 8,4% do total de livros.

Com relação ao mundo de livros infanto-juvenil, tal segmento perde apenas para a “literatura estrangeira”, com 21% das vendas. Essa determinação, entretanto, para Rafael Libman não é consenso entre todas as agências que administram o povoamento desse tipo de dados, pois o conceito de literatura estrangeira pode se relacionar a todos os demais gêneros.

Rafael Libman se recorda que tempos atrás um infográfico da Innovare Pesquisa foi postado pelo Shereland mostrando números que reafirmam esse gosto dos brasileiros. Nas métricas da Innovare, o gênero da ficção é tido como o mais vendido, com uma porcentagem de 7,87% das vendas, abrangendo de maneira certa a maioria dos títulos infantojuvenis publicados.

Quando pensamos em títulos do segmento infantojuvenil, ficção e literatura estrangeira, um dos primeiros livros que vem à mente são as obras de séries como Harry Potter, Jogos Vorazes e Crepúsculo. O último lançamento da série de J.K. Rowling, chamado “Harry Potter e a Criança Amaldiçoada”, é tido como líder absoluto dos títulos mais vendidos no país.

Na visão de Rafael Libman isso indica que o interesse nesse tipo de conteúdo é comum nos jovens e em uma porcentagem dos adultos, sendo uma referência de que os brasileiros têm tido cada vez mais o gosto por leitura.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui