Após diversos pedidos de adiamento, a primeira etapa do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) acontece neste domingo, 17. Por causa da pandemia da Covid-19, neste ano, as regras mudaram, e será necessário, por exemplo, o uso de máscaras durante toda a aplicação da prova. O participante que não utilizar o objeto cobrindo totalmente o nariz e a boca, desde sua entrada até sua saída do local de provas, ou recusar-se, sem justificativa, a respeitar os protocolos de proteção contra a Covid-19, a qualquer momento, será eliminado do exame. A exceção são casos previstos na Lei n.º 14.019, de 2020. Só será permitida a retirada da máscara para alimentação ou ingestão de líquidos. O participante poderá levar mais de uma máscara para troca ao longo do dia.

A higienização das mãos com álcool em gel, próprio ou fornecido pelo Inep, será obrigatória antes da entrada em sala de provas. Recipientes de álcool ficarão disponíveis durante toda a aplicação. A ida ao banheiro será permitida desde que seja respeitada a distância prevista nos protocolos. A revista eletrônica nos locais de provas, com detector de metais, também respeitará os protocolos de prevenção.

Confira o que levar para o Enem 2020:

  • Máscara de proteção. O candidato pode levar duas, para fazer a troca ao longo do dia. Só será permitida a retirada da máscara para alimentação ou ingestão de líquidos.
  • Caneta preta. A única caneta aceita para preencher o cartão-resposta é a esferográfica de tinta preta, fabricada com material transparente.
  • Haverá recipientes de álcool em gel em todas as salas, mas é recomendável levar o seu.
  • Documentos. É obrigatório apresentar via original de documento oficial de identificação com foto. Se o documento tiver sido roubado ou furtado, pode ser apresentado o boletim de ocorrência expedido há no máximo 90 dias. Vias digitais ou cópias autenticadas não serão aceitas. Poderão ser apresentadas:
    • Cédulas de identidade expedidas por instituições, como secretarias de Segurança Pública, polícias Militar e Federal ou pelas Forças Armadas;
    • Identidade expedida pelo Ministério da Justiça para estrangeiros, inclusive no caso dos reconhecidos como refugiados
    • Carteira de Registro Nacional Migratório ou Documento Provisório de Registro Nacional Migratório;
    • Passaporte, Carteira Nacional de Habilitação (CNH) ou Carteira de Trabalho e Previdência Social.
  • Cartão de Confirmação de Inscrição. Apesar de não ser obrigatório, o Inep recomenda que o participante leve o Cartão de Confirmação de Inscrição nos dias de aplicação;
  • Telefones celulares e quaisquer equipamentos eletrônicos devem ser desligados e guardados em um envelope lacrado, que permanecerá debaixo da carteira. Entram na lista: calculadoras, agendas eletrônicas, tablets, ipods, gravadores, pen drive, relógio, chaves com alarme, fones de ouvido e gravadores.
  • Óculos escuros, bonés, chapéus, viseiras ou gorros não são permitidos.
  • Lápis, caneta de material não transparente, lapiseira, borracha, régua, corretivo, livros, manuais e anotações são proibidos – devem ficar guardados no envelope.
  • Alimentos podem ser levados, desde que as embalagens estejam fechadas e as garrafas de água sejam transparentes e sem rótulos.

Horário

Os portões dos locais de aplicação serão abertos mais cedo, às 11h30 (horário de Brasília). Assim, o participante terá até 1 hora e 30 minutos para acessar o local de prova. Essa é uma das medidas de segurança adotadas pelo Inep em decorrência da pandemia da Covid-19 para garantir uma aplicação segura para os mais de 5,7 milhões de inscritos. Não terá aferição de temperatura para não gerar aglomerações. Neste ano, o vestibular será dividido em duas modalidades com datas distintas, sendo a tradicional prova impressa e a nova opção do Enem digital. Segundo calendário, a modalidade impressa acontece nos dias 17 e 24 de janeiro. Já a nova versão digital será aplicada, de forma inaugural, nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro.