Após cartazes de apoio ao candidato à presidência da Câmara dos Deputados, Baleia Rossi (MDB), instalados em frente ao Congresso Nacional, amanhecerem danificados neste sábado, 30, o parlamentar e um dos seus principais apoiadores, o atual presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM), se manifestaram nas redes sociais. ” Vandalismo contra a democracia (…) Não irão calar quem defende a independência da Câmara. São vândalos. Pisoteiam a democracia, rasgam a Constituição e não se emendam”, escreveu Rossi. A assessoria do candidato informou que prestou queixa sobre o fato e que serão solicitadas imagens de câmeras de segurança dos arredores da Esplanada dos Ministérios.
Rodrigo Maia, por sua vez, também no Twitter, criticou a destruição das faixas. “Isso tem nome: fascismo. E é contra esse tipo de atitude e de gente que estamos unidos. Se os bolsonaristas estão tão confiantes com a vitória do candidato do Bolsonaro, por que agem assim?”, provocou. “Aliás, não custa perguntar: Bolsonaro, seu candidato e o senador que virou coach do candidato já vieram a público rechaçar essa atitude?”, continuou o parlamentar.
A eleição para a presidência da Câmara está marcada para a próxima segunda-feira, 1º. Embora os holofotes estejam mais voltados para Arthur Lira e Baleia Rossi, a disputa, após a desistência de Capitão Augusto, reúne mais seis postulantes ao cargo. Os deputados Fábio Ramalho (MDB), Alexandre Frota (PSDB), André Janones (Avante), Marcel van Hattem (Novo), Luiza Erundina (PSOL) e General Peternelli (PSL).