A Justiça Federal determinou nesta terça-feira, 26, que o governo do Amazonas suspensa a entrega das 132.500 doses da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford em parceria com a AstraZeneca. O estado recebeu as doses do imunizante no domingo, 24. O mandado de intimação, assinado pela juíza federal Jaiza Fraxe, foi entregue à Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM). De acordo com o documento, as vacinas só poderão ser entregues depois que a Prefeitura de Manaus cumprir as determinações impostas pela Justiça, “especialmente de total transparência no que se refere a programação e critérios para vacinação”.

A prefeitura deve divulgar todos os dias, até as 22 horas, a lista completa de vacinados contra o novo coronavírus até as 19 horas do mesmo dia, contendo nome, CPF, local onde a imunização foi feita, função exercida pela pessoa e local onde a exerce. A relação com os dados de quem recebeu o imunizante deve ser publicada no site oficial da prefeitura sob pena de multa de R$ 100 mil por dia. A determinação ocorreu após denúncias de fraudes na vacinação.