O Estado de São Paulo terminou o ano de 2020 com reduções nos casos e vítimas de latrocínios e em todas as modalidades de furtos. Os roubos em geral, de veículo e de carga, também caíram, assim como as ocorrências de extorsão mediante sequestro e estupros. Ao todo, quase 150 mil criminosos foram presos no período. Nos roubos seguidos de morte a queda foi de 6,8% se comparado janeiro a dezembro do ano passado com o mesmo período de 2019, passando de 192 para 179 casos. O número de vítimas deste crime recuou ainda mais, caindo 8% – passou de 199 para 183. Em ambas as situações as quantidades foram as menores da série histórica, iniciada em 2001.

A tendência de redução se estendeu para o indicador de estupros, que somou 11.023 boletins em 2020, contra 12.374 ocorrências registradas no ano anterior. Em contrapartida, os homicídios dolosos subiram no ano passado em comparação com 2019. O número de casos aumentou 4,1%, com 115 ocorrências a mais, e a quantidade de vítimas teve elevação de 4,5%, com um acréscimo de 132. Com os resultados, as taxas dos últimos 12 meses, janeiro a dezembro de 2020, ficaram em 6,48 casos e 6,81 vítimas de morte intencional para cada grupo de 100 mil habitantes.

*Com informações do repórter Victor Moraes