O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse estar confiante de que a Câmara dos Deputados irá aprovar o projeto de autonomia do Banco Central. Durante pronunciamento feito nesta segunda-feira, 8, após reunião com o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) e o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, Guedes também disse que a aprovação é essencial para garantir estabilidade monetária no país. “O projeto de autonomia é garantia de estabilidade monetária para o povo brasileiro”, afirmou o ministro, que continuou: “Nós estamos muito esperançosos que a Câmara, sob o comando de Arthur Lira consiga aprovar o projeto de autonomia. Nós estamos bastante confiantes, bastante esperançosos”. Na sua fala, Guedes também exaltou que o mais importante é manter a “harmonia entre poderes independentes” e lembrou que autonomia do BC estava prevista desde a criação da autarquia. Ao lado de Guedes e de Arthur Lira, Roberto Campos Neto não se pronunciou sobre o tema após a reunião. Segundo o relator da matéria na Câmara, deputado Silvio Costa Filho (Republicanos-PE) a votação deve acontecer até esta quarta-feira, 10. O projeto já foi aprovado no Senado em 2020. Além de falar sobre a autonomia do BC, Guedes foi questionado a respeito do retorno do auxílio emergencial. Ao responder, o ministro foi breve, dizendo que “Isso é outra conversa”.