Nas últimas 24 horas, o Brasil registrou 50.630 novos casos de Covid-19, aumentando o total de infectados pelo novo coronavírus e suas variantes para 9.497.725. Isso faz com que o Brasil siga na terceira posição no ranking de países mais atingidos pela doença, atrás dos Estados Unidos, com 26,8 milhões de infectados, e da Índia, com 10,8 milhões de casos. No mesmo período, foram contabilizadas 978 mortes causadas pela doença, elevando o número de vítimas fatais desde o início da pandemia para 231.012, sendo superado apenas pelos EUA, que acumulam 461 mil óbitos. Os dados foram divulgados pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS) através de boletim publicado às 18h deste sábado, 6.

Após a atualização, a taxa de letalidade da Covid-19 no Brasil se manteve estável em 2,4%. O índice de mortalidade da doença aumentou para 109,9 a cada 100 mil habitantes. Por sua vez, a taxa de incidência segue tendência de alta e atingiu a marca de 4.519,6 a cada 100 mil habitantes. O boletim foi divulgado em meio às tentativas do Congresso de acelerar a autorização do uso emergencial de vacinas contra a Covid-19. Uma Medida Provisória (MP) aprovada na quinta, 4, reduziu o tempo para que a Anvisa aprovasse imunizantes que já obtiveram autorização em outros países para cinco dias. Gustavo Mendes, Gerente-Geral de Medicamentos da agência disse que os profissionais da Anvisa ficaram “muito indignados” com a situação.