Nesta terça-feira, 16, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a defender o EXO-CD24, spray nasal desenvolvido por cientistas israelenses para tentar curar pessoas contaminadas pela Covid-19 em estado grave. Ainda em São Francisco do Sul, em Santa Catarina, e ao lado do filho, deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL), do também deputado Coronel Armando (PSL), além de outros apoiadores, Bolsonaro falou sobre a organização da comitiva que será enviada à Israel para acompanhar as pesquisas com o medicamento e ainda sobre o processo de registro da substância na Anvisa. “Já conversamos com a Anvisa, uma vez entrando a documentação de praxe, eu acredito que a Anvisa tem tudo para dar o sinal verde e começarmos a testar no Brasil”, disse o presidente. Na última segunda-feira, 15, ele e o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, fizeram reunião virtual para falar sobre a condução da crise do novo coronavírus nos dois países e sobre o spray em estudo. Segundo Netanyahu, Bolsonaro parabenizou Israel pela campanha de vacinação atual e ambos concordaram em se unir no desenvolvimento de remédios e imunizantes contra a doença.

“Tem tudo para dar certo. Esse medicamento é uma novidade em Israel, mas muito promissor. É quase 100% de eficiência em pacientes em estágio terminal”, destacou Eduardo Bolsonaro. “Foi feito o teste [com o spray] em quase 30 pessoas em estado grave e 29, quase cinco dias depois, foram para a casa. Uma outra demorou um pouco mais, mas ficou curada também”, completou o presidente, que está em Santa Catarina para aproveitar o feriado prolongado de Carnaval, desde o fim de semana, acompanhado de filhos, nora e uma neta. Após a transmissão do vídeo nas redes sociais, Bolsonaro, mais uma vez sem máscara, encontrou-se com dezenas de apoiadores que se aglomeraram para cumprimentar e tirar fotos com ele. Ontem, 15, também em São Francisco do Sul, o mandatário esteve na praia de Ubatuba, após passeio de moto aquática pelo litoral norte do estado. Também houve aglomeração e ele cumprimentou apoiadores na orla da praia, sem máscara e sem respeitar o distanciamento social.  Os presentes também não respeitaram as regras para conter a disseminação do coronavírus, tiraram fotos e entoaram frases como “Mito” e “Deus Abençoe”. A previsão é que o presidente retorne à capital federal ainda hoje (16).