A garçonete Raylda de Assis dos Santos Alcântara mora no interior da Bahia. No último final de semana, ela acordou com a garganta inflamada e muita dor nas pernas, uma sensação que tinha andado muitos quilômetros. Com o diagnostico positivo para a Covid-19, uma tia dela encaminhou o link da plataforma “Missão Covid”. No início, Raylda achou que era fake news, mas, assim que preencheu o formulário, recebeu contato médico. “Eu me sinto mais tranquila, agora, porque estava muito preocupada com as minhas filhas, mesmo com todo o cuidado que estava tomando. Eu já estou doendo, mas a minha maior preocupação era com as minhas filhas. Então ele conversou comigo, me acalmou, me deu dicas de como me cuidar.”

A plataforma “Missão Covid” é uma iniciativa que reúne médicos de todo o Brasil em consultas online e gratuitas para pacientes contaminados pelo vírus ou com suspeita de infecção. Atualmente, são mais de mil cadastros diários, mas a plataforma só consegue atender 150 pessoas por dia. O cardiologista e fundador da proposta Leandro Rubio explica a importância da telemedicina em ajudar e salvar a vida de pessoas que estão evitando ir ao médico.  “A grande maioria dos pacientes não passou médicos antes, então o primeiro atendimento é realizado na Missão Covid. A gente orienta que o paciente, quais são as medidas de precaução e essa conexão ajuda muito o paciente nessa jornada contra a Covid-19.”

Para se consultar com um médico, basta entrar no site da plataforma, fazer um cadastro e aguardar pelo atendimento. O cardiologista Leandro Rubio faz o pedido para que mais médicos participem do projeto. “A gente precisa de mais médicos voluntários, heróis, querendo fazer parte dessa missão para a gente continuar atendendo o Brasil”, comenta. A plataforma ja atendeu mais de 85 mil pessoas, em vários estados brasileiros, e até fora do país.

*Com informações do repórter Victor Moraes