A Organização Mundial da Saúde (OMS) registrou os piores números diários em quase um ano de pandemia de coronavírus. Nas últimas 24 horas, foram 692 mil casos da Covid-19 e mais de 13 mil mortes causadas pela doença. Dessa forma, a ligeira queda das infecções globais notada ao longo das últimas duas semanas não se consolidou e o mundo chegou ao total de 69,5 milhões de contaminações e 1,58 milhão de vítimas. A América apresentou o recorde de 328 mil novos positivos no último dia, enquanto a Europa notificou 273 mil casos, uma diminuição em relação à semana passada. A terceira região do mundo mais afetada, o sul da Ásia, também registrou uma diminuição nas infecções diárias de coronavírus.

O número de pessoas recuperadas no planeta é próximo aos 50 milhões. Dos 20 milhões de pacientes da Covid-19 atualmente, 106 mil estão em estado grave, o que representa 0,5%. Neste sábado, 12, os Estados Unidos aprovaram o uso emergencial da vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela Pfizer com a BioNTech. A autorização acontece após o país registrar mais de três mil novas mortes coronavírus em um único dia pela segunda vez na semana. O número diário de vítimas é maior do que o dos atentados de 11 de setembro, quando 2.996 pessoas perderam a vida.

*Com informações da EFE