Ministro participou de reunião da comissão mista do Congresso que discute ações contra pandemia. Bolsonaro já disse que vacina será distribuída gratuitamente para toda a população. O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta sexta-feira (11) que uma eventual campanha de vacinação em massa contra a Covid-19 custará cerca de R$ 20 bilhões e que não será por falta de recursos que cidadãos ficarão sem vacina.
Guedes deu as declarações ao participar de uma reunião da comissão mista do Congresso Nacional que discute ações de combate à pandemia.
“[A vacina] é uma aspiração do brasileiro e, mais do que isso, é um direito. E não vai ser por falta de recursos que vamos deixar de cumprir essa obrigação”, declarou o ministro.
“Só para os senhores [parlamentares] terem uma ideia, se formos partir para uma campanha de vacinação em massa, devem ser mais ou menos uns R$ 20 bilhões”, disse Guedes.
Na semana passada, o presidente Jair Bolsonaro afirmou em uma rede social que a futura vacina contra a Covid será distribuída de forma gratuita para toda a população.
Na ocasião, Bolsonaro não especificou se isso valerá para qualquer uma das vacinas em desenvolvimento.
Animação mostra porque a vacina é tão importante para salvar milhares de vidas
Atualmente, o governo federal:
negocia a compra de 70 milhões de doses da vacina desenvolvida pela Pfizer e pela Biontech;
tem um acordo de produção nacional da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford (Reino Unido) e pela AstraZeneca.
Além disso, o Instituto Butantan, em São Paulo, desenvolve a vacina Coronavac, em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac.
Podcast
Ouça o episódio do podcast O Assunto sobre a vacinação contra a Covid-19:
Initial plugin text