A conta do portal Terça Livre no Twitter foi suspensa pela plataforma na manhã desta quarta-feira, 25. O site, que foi fundado pelo blogueiro bolsonarista Allan dos Santos, é conhecido pelo posicionamento de direita e por apoiar o presidente Jair Bolsonaro. Segundo a rede social, o usuário @tercalivre violou as regras da rede social. Procurada pela Jovem Pan, a assessoria do Twitter diz que vai apurar o caso para dar mais detalhes sobre a suspensão. O portal afirmou que usará uma conta alternativa enquanto a conta principal estiver fora do ar. O perfil tinha quase 400 mil seguidores.

Em seu site, o portal afirmou estar sofrendo uma “perseguição”. De acordo com eles, “a censura ocorreu poucas horas depois de o TL voltar a publicar notícias do portal na plataforma”. “Apesar de negar, o Twitter age como um censor e determina em sua plataforma o que é ou não verdade, perseguindo posicionamentos conservadores e imputando crime de opinião”, diz nota do Terça Livre. O blogueiro Allan dos Santos utilizou seu Twitter para informar sobre a suspensão. Allan é investigado pelo inquérito das fake news e pelo inquérito que investiga o financiamento de atos antidemocráticos, ambos conduzidos pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Ele foi alvo de busca e apreensão pela Polícia Federal em maio.