O candidato do partido Podemos, Eduardo Braide, e o do partido Republicanos, Duarte Júnior, concorrerão pela Prefeitura de São Luís do Maranhão no segundo turno das eleições, que acontecerá dia 29 de novembro. Segundo a apuração do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Braide conquistou 37,77% dos votos válidos, enquanto Duarte ficou com 22,16%%. O deputado estadual Neto Evangelista (DEM) ficou com a terceira colocação, já que obteve apenas 16,26%% do total. Essa é a segunda vez que o deputado federal Eduardo Braide tenta ser eleito prefeito de São Luís, cidade onde nasceu: em 2016, ele chegou a concorrer no segundo turno, mas perdeu com 46,06% dos votos válidos. Enquanto isso, o deputado estadual Duarte tenta o cargo pela primeira vez.

Formado em Direito, o candidato do Podemos já foi diretor-presidente da Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (CAEMA) e vice-presidente da Associação das Empresas de Saneamento Básico Estadual. Bride também foi o responsável por criar o Programa Água em Minha Casa, que aumentou o IDH das cidades mais pobres do Maranhão, e implantar vários sistemas de abastecimento na capital São Luís. O candidato do Republicanos também é advogado de formação e adquiriu experiência na assessoria jurídica de órgãos públicos da prefeitura. No entanto, sua carreira também foi marcada por polêmicas. Em fevereiro de 2020, foram expostos na internet áudios e mensagens em que Duarte usa linguagem chula ao se referir aos usuários do PROCON e trata subordinados em aparente assédio moral. Ele também já respondeu a dois processos por agressões a idosos, sendo que o primeiro quando ainda era menor de idade. Duarte Júnior foi diagnosticado com Covid-19 e, por isso, não votou neste domingo, 15.