Lucro líquido da companhia somou R$ 303,8 milhões no período, recuo de 62,9% em base anual. O grupo de energia e infraestrutura Cosan teve redução nos resultados do terceiro trimestre em base anual, impactado pelo efeito negativo da marcação a mercado em ações de sua controlada Rumo e pelo menor rendimento de aplicações financeiras, bem como menor resultado nas unidades Raízen Energia e Compass.
Raízen em Araraquara
Reprodução/ EPTV
O lucro líquido da companhia somou R$ 303,8 milhões no período, recuo de 62,9% em base anual. O lucro ajustado, que desconsidera efeitos não recorrentes, foi de R$ 272,8 milhões, recuo de 43,7% na mesma comparação.
O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização da companhia (Ebidta) em base ajustada foi de R$ 1,7 bilhão, aumento de 6,2% frente ao mesmo trimestre de 2019.
A Raízen Energia registrou moagem de 27,6 milhões de toneladas de cana no trimestre, contra 26,7 milhões no ano anterior. A empresa destinou 54% da cana para produzir açúcar e 46% para etanol, contra um mix de 50%-50% em 2019.
Já a Raízen Combustíveis Brasil viu salto de 27% nas vendas frente ao segundo trimestre, mas o volume ainda ficou 9% inferior ao visto no terceiro trimestre de 2019.
Vídeos: Últimas notícias de economia