Governo de Minas Gerais anunciou a instalação de centro de armazenamento e de empresa que controla e-commerce. Além da unidade em Cajamar (SP), Mercado Livre terá centro de distribuição em Extrema (MG)
Mercado Livre
A cidade de Extrema (MG) irá receber um centro de distribuição do Mercado Livre, empresa de tecnologia voltada ao comércio eletrônico. A previsão é que a multinacional gere 1,4 mil empregos diretos e indiretos.
A previsão é que a unidade seja instalada ainda em 2021. Na cidade, irá funcionar o Mercado Envios, responsável pelo armazenamento e logística de empresas parceiras que usam a plataforma de vendas, além de outra empresa do grupo, responsável pelo controle da operação de e-commerce.
O Governo de Minas Gerais fez o anúncio nesta quinta-feira (11). Na última segunda-feira (11), já havia anunciado a abertura de um centro logístico de outra gigante do e-commerce, a Amazon, que terá um ponto em Betim (MG).
A expectativa do governo é que o centro gere renda e oportunidades de negócios para mais empresas. O governo estadual também espera que a presença do centro democratize a entrega de produtos de forma ágil e possibilite o uso da tecnologia a preços acessíveis.
A Mercado Livre é uma empresa argentina criada em 1990 que teve um crescimento de 45% na base de usuários ativos no segundo trimestre de 2020. A empresa está atualmente em 18 países.
Veja mais notícias da região no G1 Sul de Minas