Na quarta-feira (11), o Ibovespa caiu 0,25%, a 104.808 pontos. A bolsa de valores brasileira, a B3, abriu em queda nesta quinta-feira (12), em meio a movimentos de realização de lucros em bolsas na Europa e futuros acionários norte-americanos, com uma bateria de balanços locais também no radar.
Às 10h04, o Ibovespa tinha queda de 0,13%, a 104.674 pontos. Veja mais cotações.
Na quarta, a bolsa fechou em queda de 0,25%, a 104.808 pontos, após seis altas consecutivas. Na parcial do mês, o Ibovespa passou a acumular alta de 11,56%. No ano, no entanto, ainda tem queda de 9,37%.  
Depois da euforia, mercados financeiros na Ásia e Europa tem dia sem oscilações
Cenário
Na Europa, o aumento das infecções por coronavírus levantava dúvidas sobre uma recuperação econômica mais rápida e endossava a correção negativa, ofuscando vários balanços trimestrais positivos.
Nos EUA, o crescimento de casos de Covid-19 também corroborava algum ajuste, enquanto investidores avaliavam o cronograma do lançamento de uma vacina eficaz, e as ações de tecnologia engatavam nova recuperação.
No Brasil, agentes financeiros repercutem uma bateria de balanços, entre eles o de JBS, Via Varejo, Marfrig, MRV e CCR.
Ainda na agenda local, o IBGE divulgou mais cedo os dados de setembro sobre o desempenho do setor de serviços – o mais afetado pela pandemia de coronavírus – que cresceu 1,8% em setembro, na comparação com agosto. Apesar de engatar a quarta alta seguida, o setor ainda não conseguiu recuperar o patamar pré-pandemia e continua mostrando recuperação mais lenta do que a observada no comércio e indústria.
No cenário doméstico, permanecem ainda as preocupações em torno da trajetória da dívida pública, com os investidores à espera de uma indicação clara sobre se o governo respeitará ou não seu teto de gastos. A principal dúvida é sobre como um pacote de auxílio social seria financiado diante de um orçamento apertado para 2021, e se o governo conseguirá dar prosseguimento à agenda de reformas estruturais.
Variação do Ibovespa em 2020
G1
VÍDEOS: Últimas notícias de Economia
1