Bolsa de Xangai caiu 0,11%, enquanto que índice Nikkei avançou 0,68%. O mercado acionário de Xangai fechou em baixa nesta quinta-feira (12) após dados mostrarem que os novos empréstimos bancários no país caíram no mês passado mais do que o esperado, chegando ao nível mais baixo em um ano. No Japão, o índice Nikkei avançou 0,68%.
Na China, o índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, teve variação positiva de 0,07%, enquanto o índice de Xangai caiu 0,11%. O índice de start-ups ChiNext subiu 0,7%, enquanto o STAR50 avançou 1,3%.
Os credores concederam 689,8 bilhões de iuanes (104,22 bilhões de dólares) em novos empréstimos no mês passado, mostraram dados do Banco do Povo da China, contra 1,9 trilhão de iuanes em setembro e bem abaixo da expectativa de analistas de 800 bilhões de iuanes.
Veja as cotações de fechamento na Ásia:
Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,68%, a 25.520 pontos.
Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 0,22%, a 26.169 pontos.
Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,11%, a 3.338 pontos.
O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 0,07%, a 4.908 pontos.
Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 0,41%, a 2.475 pontos.
Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 0,30%, a 13.221 pontos.
Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,05%, a 2.711 pontos.
Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 0,49%, a 6.418 pontos.
Japão e outros países asiáticos querem estratégia conjunta para enfrentar a Covid-19
Vídeos: veja últimas notícias de economia no Brasil e no mundo