A queda de um helicóptero com uma equipe de mantenedores de paz da Força Multinacional de Observadores (MFO), equipe norte-americana que fiscaliza tratados de paz entre Egito e Israel, deixou oito pessoas mortas nesta quinta-feira, 12, na península sinai, no Egito. Segundo a Força Aérea de Israel, equipes do país foram enviadas para prestar assistência médica aos feridos. Um norte-americano foi socorrido e levado para um hospital local. Outros seis norte-americanos morreram, além de um francês e um tcheco. Eles estavam em uma missão de rotina na cidade turística de Sharm el-Sheikh.

A Força Nacional de Observadores foi criada no fim da década de 1970 para supervisionar os termos do tratado de paz entre o Egito e Israel. A causa da queda do helicóptero, segundo agências de notícias internacionais, foi uma falha mecânica na aeronave. Em nota, o Departamento de Defesa dos Estados Unidos lamentou o ocorrido. “Estamos entristecidos pela perda de seis norte-americanos e dois moradores de nações parceiras que estavam em serviço numa queda de helicóptero na Península do Sinai”, afirmou, prestando solidariedade aos familiares das vítimas. A identidade das vítimas não foi revelada.