Com vendas afetadas pela pandemia de coronavírus, companhia registrou lucro líquido de R$ 335 milhões entre julho e setembro. A BR Distribuidora registrou lucro líquido de R$ 335 milhões no terceiro trimestre, queda de 74,9% ante o mesmo período do ano passado, com suas vendas afetadas na comparação anual pela pandemia, ainda que tenham se recuperado ante o segundo trimestre, conforme relatório de resultados divulgado nesta terça-feira (10).
O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado da maior distribuidora de combustíveis do país aumentou 1,8% no período na comparação com 2019, para R$ 834 milhões, e avançou 2,2% ante o trimestre anterior.
BR Distribuidora
Divulgação/Petrobras
O volume de vendas da BR distribuidora caiu 9,8% no terceiro trimestre versus o mesmo período do ano passado, para 9,455 bilhões de litros, mas aumentou 20,8% em relação ao segundo trimestre, principalmente com crescimento das vendas do ciclo otto (31,4%) e diesel (18,2%).
A receita líquida apresentou redução de 13,2% em comparação com o mesmo período do ano passado, para R$ 21,1 bilhões, em função, principalmente, da queda no volume dos produtos vendidos e redução do preço médio de realização.
No caso do lucro líquido, a companhia assinalou que o resultado do terceiro trimestre de 2019 havia sido positivamente impactado por receitas extraordinárias relacionadas a recebimentos de dívidas do Sistema Eletrobras.
Vídeos: Últimas notícias de economia