Faltando menos de uma semana para o primeiro turno das eleições municipais, o prefeito Bruno Covas (PSDB) se consolidou na liderança pela corrida à Prefeitura de São Paulo. De acordo com a pesquisa Ibope divulgada nesta segunda-feira, 9, o tucano tem 32% das intenções de voto. Apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro, o deputado federal Celso Russomanno (Republicanos) segue em queda livre e aparece com 12%% – no último levantamento, divulgado no dia 30 de outubro, o índice era de 20%. Guilherme Boulos (PSOL) tem 13% e o ex-governador de São Paulo, Márcio França (PSB), 10%.

Confira abaixo os percentuais de intenção de voto para os candidatos à Prefeitura de São Paulo:

  • Bruno Covas (PSDB): 32%
  • Guilherme Boulos (PSOL): 13%
  • Celso Russomanno (Republicanos): 12%
  • Márcio França (PSB): 10%
  • Jilmar Tatto (PT): 6%
  • Arthur do Val – Mamãe Falei (Patriota): 5%
  • Joice Hasselmann (PSL): 2%
  • Levy Fidelix (PRTB): 1%
  • Andrea Matarazzo (PSD): 1%
  • Orlando Silva (PCdoB): 1%
  • Filipe Sabará (desistiu da candidatura): 1%
  • Brancos e nulos: 11%
  • Não sabe/Não respondeu: 5%
  • Vera Lúcia (PSTU), Marina Helou (Rede) e Antonio Carlos Silva (PCO) foram citados, mas tiveram menos de 1%.

Em relação à pesquisa divulgada no dia 30 de outubro: 

  • Bruno Covas (PSDB) foi de 26% para 32%
  • Celso Russomanno (Republicanos) foi de 20% para 12%
  • Guilherme Boulos (PSOL) se manteve em 13%
  • Márcio França (PSB) foi de 11% para 10%
  • Jilmar Tatto (PT) se manteve com 6%
  • Arthur do Val – Mamãe Falei (Patriota) foi de 3% para 5%
  • Joice Hasselmann (PSL) se manteve com 2%
  • Andrea Matarazzo (PSD) se manteve com 1%
  • Levy Fidelix (PRTB) se manteve com 1%
  • Orlando Silva (PCdoB) se manteve com 1%
  • Vera Lúcia (PSTU), Marina Helou (Rede) e Antônio Carlos (PCO) se mantiveram com menos de 1%
  • Brancos e nulos foram de 10% para 11%
  • Não sabe/Não respondeu permaneceram em 5%.

O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral, considerada a margem de erro de três pontos percentuais para mais ou para menos. O levantamento foi registrado no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) sob o protocolo SP‐07164/2020.

Rejeição

A pesquisa Ibope também perguntou em qual candidato os eleitores não votariam de jeito nenhum, para medir o índice de rejeição. O deputado federal Celso Russomanno é rejeitado por 41% dos eleitores, seguido por Guilherme Boulos (25%), Joice Hasselmann (25%), Levy Fidelix (21%), Jilmar Tatto (20%), Bruno Covas (17%), Arthur do Val (16%), Vera Lúcia (15%), Orlando Silva (14%), Andrea Matarazzo (12%), Marina Helou (11%), Márcio França (11%), Antonio Carlos Silva (11%) – os entrevistados podiam optar por mais de um candidato, por isso a soma total ultrapassa os 100%.

Segundo turno 

Nos cenários considerados para um eventual segundo turno, Bruno Covas seria reeleito prefeito de São Paulo. O tucano venceria Celso Russomanno, Guilherme Boulos e Márcio França. Há, ainda, simulações para as disputas entre Russomanno, Boulos e França (veja os números abaixo).

Bruno Covas 54% x 22% Celso Russomanno; Brancos e nulos: 18%; Não sabe: 7%

Bruno Covas 52% x 24% Guilherme Boulos; Brancos e nulos: 16%; Não sabe: 8%

Bruno Covas 47% X 30% Márcio França; Branco e nulos: 15%; Não sabe: 8%

Celso Russomanno 36% X 32% Guilherme Boulos; Brancos e nulos: 24%; Não sabe: 8%

Márcio França 45% X 24% Guilherme Boulos; Brancos e nulos: 21%; Não sabe: 9%

Márcio França 45% X 27% Celso Russomanno; Brancos e nulos: 19%; Não sabe: 9%