No acumulado dos dez primeiros meses do ano, número de negócios criados superou o de fechamentos em quase 2 milhões. O Ministério da Economia informou nesta segunda-feira (9) que 320.559 empresas foram abertas em outubro e 89.306 foram fechadas. Assim, o país registrou um saldo positivo de 231.253 novos negócios abertos no mês.
Os números estão no Mapa de Empresas, ferramenta digital do Ministério da Economia (ME) para acompanhamento de dados sobre registro empresarial no Brasil.
Outubro registrou uma queda no saldo de empresas abertas na comparação com setembro, quando o resultado foi de 239.733 empreendimentos abertos.
Para o secretário de Governo Digital do Ministério da Economia, Luis Felipe Monteiro, os números de outubro são uma “evidência da retomada da atividade econômica brasileira” após os impactos da pandemia do novo coronavírus.
“As medidas de simplificação que estamos implementado nesta gestão têm impacto forte neste processo, com o intuito de melhorar ainda mais o ambiente de negócios no país”, declarou.
Mesmo em meio à pandemia, no acumulado dos dez primeiros meses deste ano houve mais abertura de negócios do que fechamento. De acordo com os dados oficiais, o saldo foi de quase 2 milhões (1.954.970) de empreendimentos criados.
Procurado pelo G1, o Ministério da Economia ainda não havia informado, até a última atualização dessa reportagem, o número de empresas abertas no mesmo período de 2019.
Resultado de outubro
De acordo com o governo, entre as unidades da federação com maior aumento percentual em relação ao registro de novas empresas, o Amapá foi o que mais cresceu. Em outubro, foram abertos 755 novos empreendimentos no estado, uma alta de 15,62% na comparação com setembro.
“Destacam-se, também, Mato Grosso (+5,13%) e Rondônia (+3,71%). Por outro lado, Tocantins registrou a maior variação em relação ao número de empresas fechadas. Em outubro, 601 negócios foram finalizados no estado, o que representa um aumento de 19,48% em relação ao mês anterior”, informou o Ministério da Economia.
A atividade econômica com maior crescimento em outubro, segundo o Mapa de Empresas, foi “Comércio varejista de bebidas”, que registrou aumento de 4,81% no registro de novos negócios abertos, na comparação com o mês anterior.
Os setores de “Transporte rodoviários de cargas” (+4,77%) e de “Promoção de vendas” (+3,26%) também registraram altas, segundo o ministério.
VÍDEOS: veja as últimas notícias da economia