A pesquisa Datafolha divulgada na tarde deste sábado, 7, mostra que a aprovação do governo do Jair Bolsonaro caiu em duas das maiores capitais do Brasil, São Paulo e Belo Horizonte. No Rio de Janeiro, o índice aparece estável, mas com viés de queda. Apenas Recife registrou um quadro de estabilidade entre a pesquisa realizada entre 3 e 4 de novembro e o levantamento anterior – realizado em 21 e 22 de setembro na capital paulista e 5 e 6 de outubro nas outras cidades. As pesquisas foram encomendadas pela “Folha de S. Paulo” e pela “TV Globo”. Em São Paulo, foram entrevistadas 1.260 pessoas. Em Belo Horizonte, foram 868 pessoas.

Na cidade de São Paulo, a quantidade de entrevistados que classificam a gestão Bolsonaro como boa/ótima caiu de 29% para 25%. Em relação às eleições municipais na capital paulista, 50% dos entrevistados que aprovam Bolsonaro irão votar em Celso Russomanno (Republicanos). O candidato do Republicanos, que é apoiado abertamente pelo presidente, vê suas intenções de voto caírem a cada pesquisa divulgada. Russomanno vem desidratando enquanto assiste Guilherme Boulos (PSOL) e Márcio França (PSB) crescerem. O deputado federal perdeu quatro pontos percentuais desde a última pesquisa Datafolha, divulgada em 15 de outubro. Antes, o candidato do Republicanos tinha 20% das intenções de voto, agora tem 16%, segundo levantamento publicado na quinta-feira, 22.

Em Belo Horizonte, a queda da aprovação foi maior. Em 5 e 6 de outubro, 40% dos entrevistados consideravam o governo bom/ótimo. Na pesquisa realizada em 3 e 4 de novembro, a aprovação caiu cinco pontos percentuais e registrou 35%. A reprovação do presidente subiu tanto em São Paulo quanto Belo Horizonte. Foi de 46% para 48% em SP e oscilou de 37% a 38% em BH. Na capital fluminense, a taxa de ótimo/bom caiu três pontos: foi de 37% para 34%. Entre os que avaliaram a gestão Bolsonaro como ótima/boa, 73% declararam voto em Marcello Crivella (Republicanos). O atual prefeito da cidade  que recebe o apoio do presidente, avançou dois pontos desde o último Datafolha e registra 15% das intenções de votos. Eduardo Paes (DEM), porém, está na liderança pela prefeitura do Rio de Janeiro, com 31% das intenções de voto. Em Recife, a avaliação boa/ótima se manteve estável. Foi de 29% para 28%. A reprovação diminuiu: 47% ante 44% da última pesquisa.