O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) se liberou a live do cantor Caetano Veloso que visa arrecadar fundos para a campanha de Manuela d’ Ávila (PCdoB) à prefeitura de Porto Alegre. Por 6 votos a 1, os ministros derrubaram a decisão do Tribunal Regional do Rio Grande do Sul que entendia se tratar de um showmício, proibido desde 2006. A apresentação do cantor e compositor será neste sábado, 07, sem a presença de políticos, e com valor de ingresso a R$ 30. A campanha do candidato Gustavo Paim (PP), atual vice-prefeito de Porto Alegre, havia pedido o cancelamento da live. No entanto, os ministros concederam liminar por entender que o show tem o mesmo formato de almoços e jantares fechados para arrecadação de recursos.

Ao apresentar o voto, o relator Luiz Felipe Salomão destacou que não cabe ao Tribunal vedar previamente a live. O parecer de Salomão teve o apoio do presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Luiz Roberto Barroso. O ministro não entende que a apresentação de Caetano Veloso possa configurar showmício. Já o ministro Mauro Campbell considera que o TSE pode proibir o evento antecipadamente, mas foi voto vencido. Ainda durante a sessão, o tribunal atendeu a pedidos de Ceará, Tocantins e Piauí que solicitaram apoio de forças federais no dia da eleição.

*Com informações da repórter Camila Yunes