A Polícia Federal dos estados do Tocantins e do Piauí deflagraram nesta sexta-feira, 6, duas operações distintas para combater crimes eleitorais denunciados em cidades do interior. Ao todo, 14 mandados de busca e apreensão foram cumpridos por oficiais. Doze deles nas cidades de Pequizeiro e Colinas, no norte, e outros dois na cidade de Parnaíba, no estado nordestino. Entre os crimes denunciados estão peculato, compra de votos, lavagem de dinheiro, associação criminosa e fabricação de notícias falsas para prejudicar o nome de candidatos adversários.

No Tocantins, a operação “Alcofa” investigou a compra de apoio político por meio de distribuição de cestas básicas para moradores e a contratação de empresários por valores acima dos praticados no mercado. Cerca de 60 cestas básicas que seriam distribuídas em troca de compra de votos foram apreendidas. No Piauí, a operação Verbum Dubium cumpriu mandados em uma empresa de mídia digital que é suspeita de produzir conteúdo ofensivo e publicá-lo nas redes sociais para prejudicar políticos e causar tumulto no sistema eleitoral. O nome de nenhum dos investigados pela PF foi divulgado. Segundo o órgão, todas as medidas de segurança foram tomadas para “preservar a saúde dos policiais, testemunhas, investigados e seus familiares” contra a Covid-19.