Lucas Paulo, de 23 anos, filho adotivo do ex-bispo da Igreja Universal, Alfredo Paulo, foi detido como suspeito de assassinar a própria mãe com 20 facadas, no Seixal, nas proximidades de Lisboa, em Portugal. Segundo a imprensa local, Teresa, de 53 anos, foi encontrada morta pelo marido por volta das 20h15min desta segunda com vários ferimentos no tórax, no pescoço, nas costas e nos braços. Ele mesmo chamou o socorro e acionou a polícia. Teresa foi morta com uma faca de cozinha, encontrada no local.

Conforme apurou o telejornal “Portugal no Ar”, as discussões entre a vítima e seu filho eram frequentes, geralmente motivadas pelo desgosto da mãe ao ver o filho o dia todo em casa, sem trabalhar nem estudar. Lucas Paulo é brasileiro e foi adotado ainda quando bebê pela mulher que ele matou e por Alfredo Paulo. O jovem foi preso na madrugada desta terça durante tentativa de fuga de Lisboa. De acordo com o jornal português “Correio da Manhã”, ele ficará 14 dias em quarentena no Estabelecimento Prisional de Lisboa, por causa da pandemia da Covid-19, e depois será encaminhado ao presídio de Montijo, onde aguardará julgamento.

Alfredo era um crítico ferrenho à Igreja Universal. Em 2019, foi condenado pela Justiça do Rio de Janeiro a pagar multas e indenizações que já ultrapassam R$ 1,8 milhões para integrantes da instituição. Para a juíza Raquel de Oliveira, titular da 6ª Vara Cível Regional do Rio de Janeiro (RJ), as declarações do ex-bispo “violaram a honra e a reputação da Universal”. “Paulo foi abusivo e excessivo nas críticas e, assim, ultrapassou o limite do seu direito legítimo de livre manifestação, causando intenso e repetido abalo à imagem da Instituição”, explicou a magistrada na época. A Universal publicou a notícia da morte em seu site oficial. “A Universal lamenta o ocorrido e expressa seu pesar e orações à família”, escreveu.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Alfredo Paulo Filho (@alfredopfilho_) em 4 de Nov, 2020 às 12:39 PST