O presidente Jair Bolsonaro elogiou na manhã desta quinta-feira, 5, o trabalho feito pelo ex-presidente e senador Fernando Collor (Pros) no país e também do Estado de Alagoas. Ele participou de cerimônia para inaugurar um sistema de abastecimento de água no distrito de Piau, em Piranhas, ao lado do ex-presidente e do ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho. “Eu fiz um convite e ele aceitou. Com muita satisfação está integrando essa coletiva o nosso senador Fernando Collor, também um homem que luta pelo interesse do Brasil e também em especial do seu estado”, afirmou. Bolsonaro lembrou ainda de outros ministros do Nordeste que fazem parte do seu governo e os chamou de “cabras da peste”.

“Fábio Faria, que todo mundo conhece, genro do Silvio Santos, e o Rogério Marinho, um excepcional entendedor dessas questões essas bandas do nosso Nordeste”, disse. O presidente agradeceu à recepção na cidade e falou do desejo da criação de uma escola cívico-militar na região. “Uma turma com um coração verde e amarelo e com uma camisa da mesma cor, muito superior à quantidade do que tínhamos de vermelho no passado. Juntamente com o parlamento brasileiro, nossos deputados federais e senadores estamos resgatando valores em nosso país: Deus, pátria, família”, afirmou. O presidente pediu, ainda, a união dos 210 milhões de brasileiros e disse que deve o mandato presidencial a Deus, assim como a vida. “Tenho certeza que Ele sempre estará ao nosso lado nos dando força para bem decidir o destino da nossa nação”, disse. O presidente deve voltar de Alagoas para Brasília ainda na tarde desta quinta e participará virtualmente da cerimônia de posse do senador Kassio Nunes Marques, indicado por ele ao Supremo Tribunal Federal.