O presidente do Comitê Olímpico Internacional, o alemão Thomas Bach, garantiu nesta quinta-feira, 5, que os Jogos Olímpicos de Tóquio serão realizados com total segurança mesmo diante da pandemia de coronavírus. As competições esportivas foram adiadas para julho e agosto de 2021 e devem acontecer independente da situação no Japão e no mundo. “Estamos preparados para oferecer uma Olimpíada segura, sejam quais sejam as circunstâncias no próximo verão”, reiterou Bach. “A rápida evolução da situação impede de ter agora as respostas sobre as dúvidas operativas que estão na mente de todos. Mas, por favor, tenham a segurança de que estamos desenvolvendo ferramentas para cada cenário possível diante da Covid-19“, prosseguiu.

No final de outubro, foram realizados testes das medidas que podem ser adotadas contra a disseminação do vírus. Entre elas está o uso de adesivos medidores de temperatura, que poderão ser colados nos pulsos dos espectadores. O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde, o etíope Tedros Adhanom, defendeu que a colaboração entre os organizadores e as federações farão com que a capital japonesa seja “a cidade olímpica melhor preparada” para receber o evento. “Estamos trabalhando para assegurar que os esportes possam ser praticados com segurança, tanto a nível amador como profissional”, comentou.

*Com informações da EFE