Passados quase dois dias desde o início da apuração dos votos, o resultado das eleições presidenciais nos Estados Unidos continua indefinido. O cenário indica que a disputa acirrada entre o republicano Donald Trump e o democrata Joe Biden será definida por quatro estados que ainda estão fazendo a contagem das cédulas: Carolina do Norte, Geórgia, Nevada e Pensilvânia. No momento, Biden precisaria apenas de Nevada, onde já está liderando, para ser o novo presidente dos Estados Unidos. Contando com o Arizona, onde a mídia norte-americana ainda discorda sobre sua vitória, o democrata está com 264 delegados, faltando apenas 6 para vencer – e Nevada representa exatamente essa quantia de pontos no Colégio Eleitoral.

A situação de Donald Trump é um pouco mais complicada. Contando com o estado do Alasca, onde possui uma grande vantagem sobre Biden, o presidente possui 217 delegados. Para chegar aos 270 necessários, é preciso que ele vença não só na Carolina do Norte (15), na Geórgia (16) e na Pensilvânia (20) como também vire o jogo em Nevada (6). Diante desse cenário, a campanha do partido republicano entrou com diversas ações judiciais para que as contagens sejam refeitas, interrompidas ou monitoradas. Veja como está a situação em cada um dos quatro estados-chave restantes:

Carolina do Norte

Apesar de já ter contado 94% das cédulas, a Carolina do Norte deve ser a última a cravar um resultado porque o estado ainda aguarda a chegada dos votos enviados pelo correio. Na última quinta-feira, a Suprema Corte dos Estados Unidos definiu que serão validadas todas as cédulas que chegarem até o dia 12 de novembro. A campanha de Trump chegou a solicitar o cancelamento dessa extensão de prazo, mas teve o pedido negado. A decisão é vista com bons olhos pelos democratas, já que a maioria dos votos enviados pelo correio foram favoráveis a eles.

Geórgia

As autoridades locais afirmaram que a Geórgia deve encerrar a sua apuração, que já está 99% concluída, ainda nesta quinta-feira, 5. Trump lidera no estado com 49,5% dos votos e pode ganhar mais 16 delegados caso a sua vitória ali seja confirmada.

Nevada

O estado fez uma longa pausa na contagem das suas cédulas entre quarta e quinta-feira, o que fez com que ele se tornasse o mais “lento” no processo e aumentasse a espera por um resultado concreto. O secretário do estado de Nevada não conseguiu estimar quando o trabalho terminará e nem quantos votos ainda precisavam ser registrados. Por enquanto, 76% das cédulas foram contabilizadas, sendo 49,4% favoráveis a Biden.

Pensilvânia

Com 88% da apuração feita, a Pensilvânia já declarou como certo que o seu resultado deve sair só na sexta-feira (6) porque um de seus condados atrasou o registro de cerca de 35 mil cédulas. O motivo não foi divulgado. Trump está na frente no estado, onde tem 50,3%. No entanto, Biden disse estar confiante de que reverterá a situação e ficará com os 20 pontos no Colégio Eleitoral graças aos votos pelo correio, que são os últimos a serem contabilizados e devem favorecê-lo.