Nesta terça-feira (20), José Mujica anunciou a renúncia do seu cargo como senador. Presidente do Uruguai entre 2010 e 2015, o político de 85 anos, importante figura no combate à ditadura no país, declarou também que pretende deixar definitivamente a vida pública. Em uma sessão extraordinária no senado, ele relaciona a sua decisão com o surto novo coronavírus: “estou sendo tirado pela pandemia. Ser um senador significa falar com as pessoas e ir a todos os lugares. O jogo não é jogado nos escritórios, e sou ameaçado por todos os lados, por duas razões: velhice e doença imunológica crônica”.

Mujica, que disse que “há um tempo na vida para chegar e um tempo para ir embora” será substituído por Alejandro Sánchez, do partido Frente Ampla. Decisão semelhante foi tomada pelo chefe de governo Julio María Sanguinetti, que também renunciou ao cargo. Presidente do país entre 1985 e 1990 e depois entre 1995 e 2000, Sanguinetti possui 84 anos de idade e afirmou que o risco de contrair a Covid-19 influenciou na sua decisão de se retirar do poder.

*Com informações da EFE