Computadores portáteis não possuem receptores de GPS como os celulares e sistema pode ser facilmente reinstalado para apagar software de rastreamento. Conheça alternativas de segurança. Se você tem alguma dúvida sobre segurança da informação (antivírus, invasões, cibercrime, roubo de dados etc.), envie um e-mail para [email protected] A coluna responde perguntas deixadas por leitores às terças e quintas-feiras.
Notebooks normalmente não possuem receptor de GPS para identificarem onde estão de forma correta.
TheDigitalWay/Pixabay
Existe alguma forma de rastrear notebook se ele for formatado do Windows 7 para Windows 10? É possível recuperar esse dispositivo de outra forma? Tem alguma empresa que instala GPS em notebook e, assim, não teria problema se for formatado? – Jayme
Existem alguns softwares que permitem (ou melhor, prometem) localizar um computador. O próprio Windows também possui este recurso (chama-se “Localizar meu dispositivo”).
Como você mesmo observou, Jayme, o problema com qualquer software é que ele deixará de funcionar se o sistema operacional for reinstalado.
Além disso, como os notebooks em geral não possuem receptor para GPS, a localização estimada por esse tipo de software tende ser extremamente imprecisa, podendo muitas vezes errar até o estado em que a máquina está.
Só de acertar a cidade já é um grande feito; saber o bairro ou rua com precisão é praticamente impossível sem uma autorização judicial para descobrir o nome e o endereço do consumidor assinante da internet na qual o computador foi ligado.
Instalar um sensor de GPS “personalizado” no notebook também tem desafios. Muitos notebooks, especialmente os ultrafinos, simplesmente não possuem espaço para dispositivos não contemplados durante a fabricação.
O sensor de GPS também não poderia usar a mesma internet ou sistema elétrico do notebook, sendo necessário algum outro mecanismo de alimentação elétrica e conexão (como um chip de celular) para enviar as coordenadas de localização periodicamente.
Isso significa que o dispositivo tende a ser muito grande para funcionar.
A pior parte de realizar todo esse investimento para superar esses problemas é que, no fim das contas, saber a localização do seu notebook pode não ajudar você a recuperar o bem que foi perdido ou furtado.
Existem algumas soluções de controle de patrimônio que podem funcionar bem em localidades específicas, quando é possível determinar pontos de entrada e saída e instalar sensores.
Os microchips usados para rastrear animais, por exemplo, usam RFID, que são passivos e necessitam de antenas receptoras. Sem uma antena receptora por perto, não vai funcionar.
Alguns computadores possuem mecanismos antirroubo com base em soluções de hardware. MacBooks da Apple dispõem de um bloqueio de ativação, mas nem mesmo a Apple exibe informações de localização para seus notebooks da mesma forma que faz com seus celulares e tablets.
Para resumir:
Rastrear a localização de notebooks é atualmente impraticável, especialmente em dispositivos que não dispõem de receptores de GPS (que são a maioria)
A reinstalação do sistema operacional inutiliza a maior parte das soluções de software instaladas no sistema
Os mecanismos antirroubo que existem não servem para localizar um dispositivo e, quando podem fazer isso, dependem do sistema de uma ordem da Justiça para obter informações do assinante de internet onde o notebook está sendo usado
O que fazer para se resguardar de roubos de notebook?
Saiba se o seu computador possui algum mecanismo antirroubo. Consulte a fabricante do seu notebook para ter mais informações. Modelos direcionados a empresas, em especial, podem ter algum mecanismo para bloquear sistemas roubados. Lembre-se que funções de rastreamento tendem ser imprecisas em máquinas sem GPS.
Criptografe seu dispositivo. A criptografia garante que um ladrão não possa ver seus arquivos, nem acessar as contas de e-mail e redes sociais que estão logadas em sua máquina. O Windows possui dois mecanismos para criptografia de dados: a “Criptografia de dispositivo” e o “BitLocker”. A Criptografia de Dispositivo pode ser acessada em Configurações  > Atualização e Segurança  > Criptografia do dispositivo, mas ela não está disponível em todos os computadores (se a opção não aparecer, é porque não há compatibilidade). O BitLocker tem maior compatibilidade, mas só funciona no Windows 10 Pro. Se isso é importante para você e não há compatibilidade com a Criptografia de Dispositivo, o Windows 10 Pro pode ser um investimento interessante.
Fique de olho em acessórios antirroubo. Existem mochilas e bolsas preparadas para evitar roubos, com mais pontos de contato com o corpo e um arranjo de bolsos pensado para impedir a retirada de objetos pela parte traseira. Além disso, rastrear a própria mochila pode ser mais fácil que rastrear o notebook.
Seu notebook pode ser compatível com cadeados. Muitos notebooks possuem um slot para uma trava do tipo Kensington ou similares, permitindo usar um cadeado e amarrar o notebook a um objeto imóvel ou maior. Dependendo dos locais onde você costuma usar seu notebook, isso pode ser útil.
Muitos notebooks vêm com furo para instalação de cadeados antirroubo.
Altieres Rohr/G1
Procure opções de seguro. Mesmo que o notebook seja rastreado, nem sempre será possível reavê-lo após um roubo, mas um seguro é capaz de dar essa garantia. Em muitos casos, o seguro também cobre danos acidentais, sendo uma medida mais confiável quando o objetivo é evitar prejuízos inesperados de qualquer natureza. Enquanto a criptografia protege seus dados, o seguro protege o valor do seu equipamento.
Dúvidas sobre segurança digital? Envie um e-mail para [email protected]
VÍDEOS: Aprenda dicas sobre segurança digital