Nesta segunda-feira (19), autoridades sanitárias da Indonésia anunciaram que começarão a vacinar seus profissionais de saúde contra a Covid-19 em novembro deste ano. O país, atual detentor do maior número de casos de infecção pelo novo coronavírus no Sudeste Asiático, declarou ter garantidas vacinas suficientes para 9,1 milhões de pessoas. Segundo dados do Banco Mundial, a população total da Indonésia é de mais de 267,7 milhões, o que a torna o quarto país mais habitado do mundo. Por esse motivo, o governo priorizará a imunização de médicos, enfermeiros, funcionários de laboratórios e outros agentes públicos, como policiais e militares.

Desde o início da pandemia, a Indonésia registrou mais de 362 mil casos confirmados e 12 511 mortes causadas pela Covid-19. O país assinou acordos para receber vacinas das empresas farmacêuticas chinesas Sinopharm, Sinovac e CanSino, que ainda aguardam aprovação das autoridades locais, a partir de novembro. Mais tarde, o país também deve receber 100 milhões de doses da vacina britânica AstraZeneca, atualmente em fase de testes. Os cientistas indonésios também estão trabalhando no desenvolvimento de sua própria vacina, que deve ficar pronta até o final do ano.

*Com informações da EFE