Na noite desta quinta-feira (15), o ex-ministro da Defesa do México, Salvador Cienfuegos, foi detido no Aeroporto de Los Angeles, na Califórnia. A informação foi confirmada pelo ministro das Relações Exteriores do México, Marcelo Ebrard, através do seu perfil oficial no Twitter. O jornal norte-americano The Wall Street Journal afirma que a prisão foi feita pela agência americana antidrogas (DEA, em inglês). Mais tarde, Ebrard esclareceu que há cinco acusações relacionadas a tráfico de drogas contra Cienfuegos.

O ex-ministro, de 72 anos, comandou o exército mexicano entre 2012 e 2018, durante o governo do ex-presidente Enrique Peña Nieto. A revista mexicana Proceso afirmou que a detenção foi resultado de uma investigação que já dura anos relacionada a suspeitas de corrupção e narcotráfico. A audiência de Cienfuegos está prevista para acontecer em Nova York nesta sexta-feira (16), às 14h30 do horário local.

Essa não será a primeira vez que os Estados Unidos prende um político mexicano por acusações envolvendo drogas. Em dezembro de 2019, o ex-secretário de Segurança Pública do México, Genaro García Luna, foi detido no Aeroporto de Dallas, no Texas. Ele foi acusado de sob acusação de conspirar para traficar 53 toneladas de cocaína aos Estados Unidos e segue preso desde então.