Nesta quinta-feira (15), a candidata à vice-presidência dos Estados Unidos, Kamala Harris, publicou em sua conta oficial no Twitter que cancelará sua agenda de viagens até domingo. O motivo seria o fato dela ter descoberto, na noite anterior, que um membro de tripulação de avião e que um funcionário do seu time pessoal testaram positivo para o novo coronavírus. A senadora disse que, com base nas diretrizes do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, em inglês), ela não teve contato próximo com nenhuma dessas duas pessoas nos dois dias anteriores aos testes.

Harris afirmou, ainda, que testou negativo para dois testes realizados essa semana, além de não ter apresentado nenhum sintoma. Em outra publicação, ela reiterou que os infectados estavam usando máscaras do tipo N95 quando estiveram no mesmo ambiente que ela. Considerando isso, a decisão de interromper a campanha presencial seria apenas por um “excesso de cautela”. Por fim, a candidata afirmou que será transparente em relação a quaisquer resultados de testes que ela receber no futuro e que continuará participando da campanha de forma virtual.

Algumas horas após o anúncio de Kamala Harris, o candidato à presidência Joe Biden afirmou através da sua conta no Twitter que um dos membros da empresa que freta seu avião também testou positivo para a Covid-19. Segundo o democrata, o funcionário infectado esteve com ele, mas a mais de 15 metros de distância e enquanto ele usava uma máscara do tipo N95. Não se sabe se este indivíduo é o mesmo que teve contato com Kamala Harris. “Meu teste de Covid de ontem a noite voltou negativo”, escreveu Biden. “Meus médicos avisaram que não há necessidade de eu cumprir quarentena”, completou.

Na noite desta quinta-feira (15), Joe Biden participará de uma transmissão ao vivo na emissora norte-americana ABC. Sua aparição acontecerá às 21h do horário de Brasília, exatamente ao mesmo tempo em que seu concorrente Donald Trump falará na emissora NBC. Os eventos acontecerão um dia depois do jornal The New York Post publicar uma matéria com denúncias contra Hunter Biden, filho de Joe Biden.