A França registrou nesta quinta-feira, 15, 30.621 novos casos de infecção pela Covid-19, um recorde desde o fim do confinamento obrigatório imposto à população, em maio, segundo balanço apresentado pelo Ministério da Saúde. Com isso, o total de notificações subiu para 809.684 desde o início da pandemia do novo coronavírus. De acordo com os dados das autoridades locais, há 1.586 focos de contágio considerados ativos, sendo que 130 deles foram identificados ao longo desta quarta-feira, 14. Atualmente, o índice de positivos por testes realizados é de 12,6% em todo o país. Nos hospitais do país, há 6.529 pacientes internados, sendo que 1.750 em unidades de terapia intensiva.

Ainda de acordo com o Ministério da Saúde, 88 pessoas morreram nesta quarta-feira por causa da Covid-19, elevando o total desde o começo da pandemia da doença para 33.125. No balanço do governo, 84 dos 101 departamentos do território francês estão em uma situação de alta vulnerabilidade, devido uma intensa circulação do vírus. O governo confirmou que a França entrará em estado de emergência sanitária no próximo sábado, permitindo a aplicação de medidas extraordinárias, como o toque de recolher em Paris e em outras oito grandes cidades do país, das 21h às 6h, por quatro semanas, pelo menos. Além disso, as medidas do Executivo proíbem festas e celebrações privadas em todo o país. Também foi estendida a aplicação de protocolos de segurança rigorosos em restaurantes e locais públicos de todo o país.

*Agência EFE