Nesta quarta-feira (14), a primeira-dama dos Estados Unidos, Melania Trump, utilizou o site oficial da Casa Branca para publicar um relato da sua experiência durante o período em que ficou infectada pelo novo coronavírus. Ela e o seu marido, o presidente Donald Trump, anunciaram o resultado positivo para a Covid-19 no último dia 3. No texto recém-publicado, Melania revela que o filho adolescente do casal, Barron Trump, também foi contaminado, apesar de não ter apresentado sintomas.

A primeira-dama afirmou que, de certa forma, ficou agradecida pelos três terem passado por isso ao mesmo tempo, o que permitiu que eles passassem tempo juntos e cuidassem uns dos outros. Melania afirmou ter tido sintomas leves da doença, incluindo dores no corpo, dores de cabeça, tosse e cansaço. Para se tratar, ela decidiu seguir, nas palavras dela, por um “caminho mais natural em termos de medicina, optando por mais vitaminas e comidas saudáveis”. Por esse motivo, em seu depoimento ela encoraja todos “a continuar vivendo a vida mais saudável possível”.

“Uma dieta balanceada, ar fresco e vitaminas realmente são vitais para manter nossos corpos saudáveis. Para o seu completo bem-estar, compaixão e humildade são tão importantes quanto manter nossas mentes fortes”, continua. A ex-modelo acrescentou que, para ela, o processo de recuperação foi uma oportunidade para refletir sobre família, amigos, trabalho e a importância de “permanecer fiel a quem você é”. Por fim, Melania afirmou que testou negativo para o novo coronavírus e que pretende retornar às suas tarefas assim que possível. A primeira-dama também agradeceu aos profissionais de saúde que cuidaram dela e de sua família.

A recuperação de Donald Trump, por sua vez, consistiu no presidente passar três noites em um hospital militar, onde ele recebeu oxigênio complementar e um tratamento experimental, que incluía o medicamento Remdesivir e o coquetel de anticorpos Regeneron. No último sábado (10), ele foi liberado pelos médicos para retornar às atividades.