São Paulo – O presidente Jair Bolsonaro se referiu ao Brasil como um país árabe em sua despedida nos Emirados Árabes Unidos, de onde partiu nesta segunda-feira (28) para dar prosseguimento à sua viagem a três países do Golfo. “Todos aqui da comunidade árabe nos receberam muito bem. Afinal de contas, eu acho que o Brasil é um país árabe, nós temos mais de cinco milhões de árabes morando no Brasil”, disse Bolsonaro em entrevista para a Emirates News Agency (WAM), agência de notícias estatal dos Emirados. O vídeo da entrevista foi divulgado no site da WAM.

Os Emirados foram o primeiro país árabe a ser visitado por Bolsonaro, que desembarcou nesta segunda-feira no Catar, de onde seguirá para a Arábia Saudita. Nos Emirados, Bolsonaro se encontrou com autoridades, como o príncipe herdeiro de Abu Dhabi, Mohammed Bin Zayed Al Nahyan, e o emir de Dubai, Mohammed Bin Rashid Al Maktoum, também vice-presidente e primeiro-ministro dos Emirados. Ele participou de seminário empresarial, assistiu a uma apresentação de jiu-jítsu e visitou a Grande Mesquita Xeique Zayed, entre outras atividades.

Na entrevista à WAM, Bolsonaro se mostrou bem satisfeito com a forma como foi recebido nos Emirados e falou duas vezes que estava “muito feliz” com a viagem. “Estou muito feliz de estar aqui, da forma carinhosa e atenciosa com que fui tratado”, disse, reforçando logo em seguida que os dois países têm muito a oferecer um ao outro.

Ele disse ter certeza que em breve tudo o que foi conversado será concretizado. “O Brasil mudou de verdade. Os números da economia comprovam o que estou falando e o fato de nós estarmos reconquistando a confiança do mundo todo faz com que cada vez mais países queiram firmar negócios com o Brasil. O Brasil está de braços abertos para que esses negócios sejam firmados via acordos, parcerias, contratos, de modo que todos nós possamos ganhar”.

Bolsonaro afirmou que levará uma imagem muito positiva dos Emirados, a melhor possível. “Estou muito feliz de estar aqui, sabendo que é um país onde não há preconceito e todos se respeitam, em especial na questão religiosa”, disse. “O encontro com empresários e com autoridades desse país, Emirados Árabes, para mim foi sensacional, são imagens, é uma passagem que não esquecerei”, afirmou o presidente brasileiro.

Bolsonaro disse que decidiu começar a viagem aos países árabes pelos Emirados porque o país tem um “simbolismo especial”. “Temos quase mil profissionais trabalhando em jiu-jítsu e é um país que já tem muito negócio com o Brasil”, falou, sem deixar de revelar que a questão do fuso horário também pesou na escolha.

Sobre seu encontro com o príncipe herdeiro de Abu Dhabi, Bolsonaro disse que “foi o melhor possível”. “Tivemos um contato reservado, e por ser dessa natureza vai continuar sendo reservado, e nos entendemos muito bem, senti no seu semblante muita confiança e muita sinceridade e tenho certeza que o mesmo ele sentiu para comigo. Pode ter certeza que nossos países estão marchando rumo à prosperidade e cada vez mais estreitando nossos laços de amizade”.

A Agência de Notícias Brasil-Árabe (ANBA) é o site de notícias da Câmara de Comércio Árabe Brasileira, com sede em São Paulo, Brasil. Seu objetivo é promover a comunicação entre brasileiros e árabes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui