Você provavelmente conhece o twitter, uma rede social para microblog (ou seja, um blogue que permite aos usuários publicarem atualizações breves de imagem ou texto com até 200 caracteres). Criada em 2006, o site tinha a intenção de ser uma espécie de “SMS da internet”, onde os usuários falam sobre todo tipo de assunto. Entretanto, a ferramenta divulgou que passará a proibir propaganda política na rede a partir de novembro. 

A decisão, divulgada pelo diretor Jack Dorsey, tem o intuito de diminuir o número de campanhas de difamação, que muitas vezes apresentam equívocos ou informações falsas, como as conhecidas fake news.

A medida foi tomada a partir das inúmeras críticas feitas pelos usuários da rede em questão de tuítes difamadores ou que trazem informações inverídicas.

A proibição da propaganda política paga na rede social irá começar no dia 22 de novembro e apenas algumas propagandas entrarão como exceção, como por exemplo, anúncios em apoio ao recenseamento eleitoral, em que os cidadãos fazem prova que estão aptos para exercer o direito de voto, ou seja, fazendo o título de eleitor.

Apesar da posição do twitter, o Facebook afirmou que não vetará propagandas políticas e também não verificarão o conteúdo dos anúncios.

Leia também: Jair Bolsonaro pede desculpas após vídeo publicado em seu twitter

O Mais Minas (www.maisminas.org) é um veículo de comunicação digital criado em 2016 que reúne hard news e artigos sobre política, economia, cidadania, cultura, loterias e demais temas. É um portal de notícias com ênfase em Minas Gerais, mas que também aborda assuntos de interesse nacional e internacional.  É um jornal com layout moderno e que trabalha junto com as novas tendências tecnológicas do mercado de mídias digitais.

Possui uma política de livre distribuição de conteúdo – sem nenhum tipo de cobrança – e um modelo de negócio ancorado na monetização via espaço publicitário, mídia programática e publieditoriais.

O trabalho realizado durante os últimos dois anos consolidou a posição do site Mais Minas como um dos melhores portais de conteúdo e entre os mais acessados em Minas Gerais, chegando a agosto de 2018 em uma marca de 10 milhões de visualizações mensais, segundo dados do Google Analytics.

Nossa missão é expor desde questões locais de uma certa comunidade até grandes discussões nacionais, sempre assegurado no caminho da democracia e da mídia independente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui