Crédito: Reprodução

De acordo com a publicação, Zebini deixou claro que o Fox Sports agora é da Disney e que se esforçaram para o canal ser vendido à outra empresa. No entanto, com o mercado em crise, a venda não foi concluída. A resposta do Cade sobre a fusão deve acontecer em até 45 dias. A notícia causou estresse entre os funcionários. Mesmo com a fusão com a ESPN Brasil, a certeza é que diversos profissionais serão demitidos.

Nesta quarta, a Disney informou ao Cade que não iria conseguir vender o Fox Sports no tempo determinado. Assim, a fusão dos canais seria o mais viável. O Conselho, por sua vez, ficou de analisar a situação. Segundo o Observatório da Televisão, o procurador-chefe do Cade reconheceu a “boa-fé” dos dois canais para realizarem o negócio, no entanto os possíveis compradores não foram adiante na negociação.

O grande problema no momento é a falta de quórum do Conselho do Cade. Sendo assim, a aprovação ou não da fusão entre Fox Sports e ESPN só deve acontecer em 2020. Atualmente, o Cade tem quatro cadeiras vagas e espera indicações do presidente Jair Bolsonaro para preenche-las.

LEIA MAIS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui