Converso hoje com o lendário AhlexTerry, um dos criadores do SNK Brasil.

Desde que eu era um pequeno gafanhoto, eu admirava meus irmãos mais velhos jogando em fliperamas, e assim comecei a criar gosto por jogos de luta.

E para quem se lembra, na década de 90, a SNK fez inúmeras franquias desse gênero, como Fatal Fury, Samurai Shodown, The King of Fighters, The Last Blade, etc.

E hoje é um prazer receber aqui no Aperta o X, AhlexTerry, um dos criadores do site SNK Brasil, especializado na nossa querida SNK.

Então se você, como eu, queria ter um Neo Geo na sua sala de estar, aproveite a entrevista.

Daniel: Olá Alex, primeiramente obrigado, você poderia se apresentar para os nossos leitores?

Alex: Olá pessoal, meu nome é Alexander, porém sou conhecido no mundo da SNK como AhlexTerry. Sou o administrador e fundador da página SNK Brasil e completamente fissurado pela SNK, em especial, pela franquia Fatal Fury. Já são mais de 25 anos de jogatinas com os games da SNK e mais de 17 dedicando meu tempo em postar notícias e informações da empresa.

Daniel: Você se lembra de qual foi o primeiro game da SNK que jogou?

Alex: O primeiro game que joguei foi Samurai Shodown, no fliperama, porém eu nem imaginava o que era a SNK. Eu achei o visual legal e alguns golpes interessantes. Talvez a dificuldade tenha me afastado um pouco, já que perdi duas fichas em poucos minutos (risos).

Daniel: E como foi o surgimento da admiração pelo personagem Terry Bogard?

Alex: Quando lembro, vejo que foi uma coisa que realmente deveria acontecer. Eu estava com um primo em uma locadora, para comprar jogos usados. Eu queria comprar o Mortal Kombat para o Mega Drive e ele insistiu muito para comprar o Fatal Fury 2. Eu conhecia o jogo de revistas, mas não era muito de meu interesse. Porém esse primo insistiu muito, chegando a ser “chato”, fazendo com que comprasse um jogo que não queria. Para minha sorte, fiquei apaixonado pelo game logo na primeira jogatina e o Terry foi o primeiro personagem no qual eu joguei. Foi quase “amor” à primeira vista (risos).

Daniel: Joguei bastante também o Fatal Fury 2 (risos)… Saindo um pouco do contexto, e o que você acha do fato de jovens japoneses acharem o Terry um treinador Pokémon que faz cross fit (risos)?

Alex: Isso é normal, devido ao tempo que a SNK ficou estagnada na época da Playmore. Pokémon é uma série conhecida no mundo todo e o Ash (Ou até mesmo o Red) é um personagem muito famoso. Mas vale lembrar que o Terry Bogard veio primeiro, então, o correto seria o Ash/Red ser um Terry Bogard magrinho (risos).

Daniel: Antes do SNK Brasil, em quais projetos você teve envolvimento? Pode contar um pouco sobre eles e sua trajetória?

Alex: Em 2002, eu tive vontade de criar uma página sobre o Terry Bogard. Com uma criatividade de dar inveja, eu fiz um site com o meu nickname, “ahlexterry”. Vendo que não tinha o menor sentido, após a primeira grande reforma no visual, eu mudei o nome da página para Terry Bogard HP. O site fez um sucesso considerável na época e eu estava muito feliz com o trabalho.

Ao mesmo tempo, eu era um dos membros do staff do fórum NeoFighters. Lá, tinha um rapaz chamado “Blaze”, ele também fazia parte do staff e tinha uma HP chamada Neo-Zero. Como nós éramos muito amigos, decidimos juntar nossas forças para criar a SNK Brasil.

Daniel: E como foi a ideia de criar um site brasileiro focado nesses conteúdos da SNK?

Alex: Foi em 1999, quando joguei Garou Mark of the Wolves pela primeira vez. O jogo é um dos mais aclamados games de luta da SNK, porém poucas pessoas conheciam o game. Como eu estava completamente fissurado, comecei a criar conteúdos para divulgar o jogo, porém como o site do só foi lançado 3 anos depois do lançamento, acabei fazendo um página focada no meu personagem favorito.

Daniel: As crises na SNK, e ela ter saído dos holofotes, afetaram a vontade de manter o projeto ativo?

Alex: Sem dúvidas, inclusive, nós ficamos com o site desativado por um tempo, devido a nossa grande decepção por nossa amada SNK ter virado uma empresa de Pachinko (Aquelas máquinas de caça-níquel). Porém devido ao passado, nós voltamos às raízes, apenas atualizando o conteúdo antigo.

Porém desde quando ela foi vendida para a Leyou Millenium, tudo parece estar voltando a ser como era antes.

Daniel: Vocês já receberam dúvidas ou perguntas de pessoas leigas, achando que vocês eram representantes da marca SNK no Brasil (risos)?

Alex: Até hoje recebemos muitos e-mails em nosso contato. Inclusive, tivemos que fazer um aviso extra sobre a venda de gruas (máquinas de pegar bichos de pelúcia). Chegamos a receber uma média de 50 mensagens por ano, apenas perguntando como faria para conseguir a máquina.

Ainda sobre o assunto, nós entramos em contato com a SNK do Japão, sobre ser possível continuar usando o nome “SNK Brasil”. Além da resposta positiva, eles disseram estar orgulhosos de possuírem fãs dedicados no país, agradecendo todo suporte e apoio. Imagine nossa alegria? Tremenda!!!

Daniel: Com a volta da SNK e dos seus clássicos, qual game você mais gostaria de ver novamente? E por qual motivo?

Alex: Eu queria muito, muito um reboot da franquia Fatal Fury. Acho que, como fã da SNK, esse seria meu maior desejo. Porém eu também ficaria muito satisfeito com um Garou Mark of the Wolves 2. Os motivos são simples, pois para mim, a série Fatal Fury foi a melhor coisa que a SNK já fez, afinal, nela temos o melhor protagonista (Terry), a grande musa (Mai) e o melhor vilão (Geese).

Daniel: E nos animes? Lembro que na década de 90, aquelas fitas VHS de Fatal Fury e Samurai Shodown eram espetaculares.

Alex: Aqueles três ovas de Fatal Fury são muito bons, especialmente o segundo. Inclusive, cheguei a ter a fita do primeiro Fatal Fury, porém infelizmente ela acabou estragando com o tempo. Já sobre os atuais acho que a SNK errou muito em fazer uma mistura de Fatal Fury e The King of Fighters 94 em KOF Destiny, dava para ter caprichado muito mais.

Daniel: Alex, muito obrigado mais uma vez pela disponibilidade, quer deixar alguma mensagem para nossos leitores?

Alex: Eu que agradeço a vocês do “Aperta o X” e todos os fãs da página, eu me sinto extremamente honrado em receber as perguntas e contar um pouco da minha trajetória. Eu sei como é difícil manter uma página atualizada e com conteúdo, principalmente para quem tem família e trabalha. Mas toda vez que eu penso em desistir, eu jogos os games da empresa que tanto amo, com isso, minha vontade de continuar sempre é renovada.

Se você gosta de games, gosta muito de um personagem ou de uma empresa específica, faça algo por ela, pois se todos fizerem sua parte, você sempre irá aproveitar não só os jogos já lançados, mas também os jogos que poderão ser lançados futuramente.

Acompanhe o trabalho da SNK Brasil:

E você, o que achou da entrevista? Deixe nos comentários.

Gostou do conteúdo? Se inscreva no nosso site ou acompanhe nossas redes sociais e receba novidades exclusivas clicando aqui.

Abraços pessoal, até a próxima.

A SNK me traz boas lembranças da época de Arcades quando jogava em Shoppings e no Buteco do Seu Zé!!!! Joguei Fatal Fury no Neo Geo e Fatal Fury 2 no fliperama mesmo…depois joguei a série Real Bou e fatal fury 3 no Neo Geo CD, bons tempos!!!! Mas, a série The king of fighters 94 a que considero o melhor de todos na minha opinião é o que considero o melhor jogo de luta da época Neo Geo Cartuchão. Lembro que quando a Playmore começou a tomar conta dos jgos muitas pessoas reclamavam dos gráficos dos jogos atuais e assim perdeu um pouco do carisma de antigamente!!!! saudades dessa época arcade com Jogos Namco, Capcom, SNK e da Sega!!!! Jogos da série The King of fighters, samurai shodown e Metal Slug marcaram muito!!!! Os Animes da época também fizeram sucesso e lembro que alguns passaram na série US Mangá da extinta e boa Rede Manchete, lembro!!!! A SNK de um modo geral nos proporcionou bons jogos e diversão…foi uma fase boa da vida em termos de games!!!! Tudo que é bom fica na lembrança mesmo, legal a entrevista!!!! valeu

Se não fosse por esta frase eu nao precisaria comentar.

AhlexTerry: “Já sobre os atuais acho que a SNK errou muito em fazer uma mistura de Fatal Fury e The King of Fighters 94 em KOF Destiny, dava para ter caprichado muito mais.”

Eraadíssimo! Tem certeza de que você AhlexTerry conhece Fatal Fury? Ou somente gosta do Terry, Mai e o Geese? Fatal Fury É O THE KING OF FIGHTERS!

Se você viu s 3 primeiros OVAS muito antigos da SNK, sabe muito bem que o Geese compra os direitos do KOF no primeiro OVA: “Fatal Fury: Ambição de Geese.”

Gesse passa a ser o Anfitrião do The King of Fighters, mas sabe o porque? Ele estava atrás de lutadores poderosos não para baixar o cacete neles, mas para ficarem a cargo de uma missão importante, que era obter o “PERGAMINHO DA IMORTALIDADE”. Mais para frente eu digo para quê serve. Primeiro ele contrata o Biily Kane mas que sozinho não foi capaz de pegar o pergaminho das mãos do pai do Terry que o Mestre Tung-Fu deixou a cargo.

Mesmo crianças, o pai do Terry e Andy, não revela sobre o pergaminho.

Versões de como o Geese obtém o Pergaminho da Imortalidade:

Agora, eu te pergunto, Fatal Fury não está ligado ao KOF? Tem certeza mesmo AhlexTerry? Claro que tem ligações.

Terry vai atrás do Geese para vingar a morte do pai e nisso, Terry, Andy, Joe e Mai desconhecem a existência do pergaminho ou seja, Terry só quer vinga a morte do pai até que nos Arcades em Fatal Fury 3, Terry e os demais ficam sabendo do pergaminho porque o Mestre Tung-Fu conta.

Retornando diretamente ao KOF Destiny, temos capítulos do Terry tentando vingar a morte do pai e assim ele entra no The King of Fighters porque descobre que o Geese é o Organizador do Torneio. Quem era veterano sim é o “Joe Higashi”.

Voltando as comparações, isso também ocorre no OVA e até que conhece a Lilith que trocaram para outro nome. Ela morre de formas diferentes com o Geese de novo matando mais uma pessoa que o Terry Ama com um tiro no Ova, mas no KOF Destiny, já morre mesmo ao se meter na frente de um Danger Move Repuken.

No OVA, Terry vai até a mansão do Geese e o derrota lá mesmo sem cair da Geese Tower como ocorre no Game e em KOF Destiny.

Nisso diretamente o Animê CGI acertou.

Porque o Rugal apareceu em seguida em KOF94? Rugal estava em busca de poder e ele queria sim o Pergaminho da Imortalidade atraindo o lutador portador do pergaminho e assim baixando o cacete nele e de bônus o transformando em estátua de bronze. Rugal não sabe que o Geese está com o pergaminho mas ambos trabalham juntos.

Gesse que é malandro demais, claro, uni-se ao Rugal para ter o Poder de Orochi. O cara já se tornou Imortal mas ele quer mais poder.

Agora, vamos aos pontos de que KOF é Fatal Fury:

Então AhlexTerry o Fatal Fury é o primeiro The King of Fighters existente! A diferença do KOF93 para o KOF94 é que no KOF93, apenas personagens do Fatal Fury participaram. Agora no KOF94, foram praticamente os principais do Fatal Fury, os principais do Art of Fighters, os principais do Ikkari warriors, os dois principais do Psycho soldiers e o mestre deles, e um trio de novatos japoneses, Kyo, Benimaru e Goro Daimon até então desconhecidos mundialmente e famosos localmente.

Outra curiosidade do Terry Team é que conseguiram ganhar os KOF94 e 95 oficialmente. mas do KOF96 em diante, não venceram, perdendo o protagonismo que vinham tendo desde o KOF93. Então completando, Terry venceu os KOF’s 93, 94 e 95!

Muito bom!!!! um fight de idéias acontecendo aqui…também sou fã dos primóridos fight Fatal Fury e the king of fighters da vida SNK!!!! tenho que assistir as versões animes de antigamente novamente!!!! A série Fatal fury é rica em detalhes e assim também cito a série The King of fighters…vejos as versões atuais com gráficos caprichados e com falta de carisma que tinha no Poderoso Neo Geo Cartuchão…Infelizmente os jogos atuais é para atrair mais a geração atual mesmo, enquanto a geração das antigas ou Coca Cola joga por curiosidade mesmo!!!! Bons tempos de antigamente!!!! valeu

Página criada conta com inúmeros games dos estúdios brazucas.

Veja mais Notícias clicando aqui…

Veja mais Fun Facts clicando aqui…

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui